Publicado em 13/01/2020 às 15h20.

Pelo 5º ano consecutivo, SSP aponta diminuição de roubos a bancos no Estado

A SSP computou 17 casos a menos de roubos a bancos na Bahia, em comparação ao mesmo período de 2018, quando foram registradas 49 ocorrências em todo o estado

Redação
Foto: Jorge Cordeiro
Foto: Jorge Cordeiro

 

Pelo 5º ano consecutivo, a Secretaria de Segurança Pública aponta a redução de roubos a instituições financeiras. Em 2019, o número de ocorrência diminuiu 26%. Os dados foram divulgados pelo órgão na manhã desta segunda-feira (13), pelo secretário da SSP, Maurício Teles Barbosa, em coletiva realizada no Centro de Operações e Inteligência (COI), no CAB.

A SSP computou 17 casos a menos de roubos a bancos na Bahia, em comparação ao mesmo período de 2018, quando foram registradas 49 ocorrências em todo o estado. No interior baiano, o índice ainda teve uma queda menor: 42% de casos a menos. Em Salvador foram -14%.

Além disso, o balanço apontou que houve queda de 9,4% relacionados a crimes violentos letais (homicídios, latrocínios e lesão corporal seguida de morte), se comparado ao ano anterior. Na capital, a redução foi de 11, 4% (-131), seguido pelo interior com 9,7% (-370) e pelas cidades da Região Metropolitana de Salvador (RMS), que computaram 4,5% (-30).

 

Outros crimes

A Bahia registrou 101 feminicídios em 2019. De acordo com o secretário, este é um dos principais desafios da pasta.

“Apesar dos esforços da SSP e de outros órgãos, o aumento do feminicídio é uma realidade, não só da Bahia, mas em todo o país. Estamos engajados com a SPM, o MP, a Defensoria Pública e outros órgãos da rede de proteção à mulher para mudarmos essa realidade”, afirmou o secretário.

Na ocasião, ele anunciou o lançamento da Operação Ronda Maria da Penha em mais nove municípios baianos.

Na análise dos Crimes Contra o Patrimônio, a modalidade que apresentou decréscimo de 465 casos foi o roubo de veículos, queda de 8,6%. Os roubos a coletivos também apresentaram declínio em 3,6%, sendo 73 casos registrados. As ofensivas contra estabelecimentos comerciais apresentaram redução de 34%, sendo registrados menos 655 ocorrências.

PUBLICIDADE