Publicado em 20/01/2016 às 06h20.

Polícia Civil paralisa atividade nesta quarta e só volta sábado

A categoria deve se reunir por volta das 9h, em frente ao Edifício sede da Polícia Civil, na Piedade, para entregar, de forma simbólica, as armas e carteira funcional, como forma de protesto

João Brandão

Os policiais civis da Bahia vão paralisar as atividades por 72h a partir desta quarta-feira (20). A categoria pretende se reunir por volta das 9h, em frente ao edifício-sede da corporação, no bairro da Piedade, em Salvador, para entregar, de forma simbólica, as armas e as carteiras funcionais, como forma de protesto.

A paralisação segue até às 8h do sábado (23). Entre as reivindicações dos trabalhadores estão a reestruturação salarial, com igualdade entre os cargos baseada na atividade de investigação criminal; promoções; reconhecimento do laudo de papiloscopia pelo perito técnico conforme a sua Lei Orgânica; reforma e construção de unidades policiais para atendimento à sociedade e à categoria; nomeação, posse e designação dos concursados de 1997, 2013 e 2014 e aumento no valor da escala extra de Carnaval.

O presidente do Sindicato da Polícia Civil (Sindpoc), Marcos Maurício, ressaltou que a decisão foi aprovada na última assembleia da classe, no dia 7 de janeiro. “Enviamos um ofício ao governo solicitando a abertura imediata das negociações e informamos que caso isso não acontecesse, a categoria iria paralisar as atividades”, afirmou, em nota.

PUBLICIDADE