Publicado em 25/06/2022 às 08h00.

Segurança durante São João tem uso da tecnologia de reconhecimento facial

São João do governo em Salvador chegou ao segundo dia sem ocorrências de situações de crime no Parque de Exposições

Redação
Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

 

O Sistema de Reconhecimento Facial e de Placas, implementado pela Secretaria de Segurança Pública no São João da Bahia 2022, atua em conjunto com as ações do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), instrumentos pioneiros na festa junina, permitindo o monitoramento 24 horas das áreas de festas da capital e de mais 11 cidades do interior.

A operação vem garantindo dias de diversão e tranquilidade nos festejos juninos realizados pelo Governo do Estado, que chega ao segundo dia nesta sexta-feira (24), sem ocorrências de situações de crime no Parque de Exposições, um dos espaços que reúne o maior número de pessoas na festa, em Salvador.

Iniciado na quinta-feira (23), o esquema de segurança vai até domingo (26) e segue entre os dias 30 de junho e 2 de julho. A ação permite o acionamento rápido das guarnições policiais e de equipes das instituições parceiras que também prestam serviços essenciais nos eventos, em situações de crime ou de suporte à vida e emergências. O gerente de Operações do CICC, major Pacyolli explica como se dá as estratégias de segurança durante os eventos juninos na capital e interior do estado.

“Todos os espaços de realização das festas foram planejados para que o acesso seja controlado através dos principais portais de entrada. Nós fazemos a instalação das câmeras de reconhecimento e o monitoramento é operacionalizado pelas bases de controle. O tratamento dessas informações é realizado por diversos prepostos da Segurança Pública”, destaca.

É neste ato que a entrada de materiais ilícitos, como armas e drogas, é evitada. A partir da tecnologia que permite a análise das imagens capturadas pelas câmeras, um sistema de alarme é disparado quando há suspeita de presença de indivíduos foragidos da Justiça, impedindo o ingresso ou permanência destes nos locais dos festejos. Um trabalho que envolve vários agentes da segurança pública para garantir que as prisões, quando ocorram, estejam dentro de protocolos seguros. Já nos primeiros dias de festa, a ação permitiu a custódia de seis indivíduos em Porto Seguro, umas das 11 cidades instrumentalizadas com o Sistema de Reconhecimento Facial e de Placas, que, além de Salvador, está presente nos municípios de Serrinha, Jequié, Santo Antônio de Jesus, Riachão do Jacuípe, Candeias, Dias D’ávila, Salinas das Margaridas, Irecê, Senhor do Bonfim e Itaberaba.

No Parque de Exposições de Salvador, um dos pontos da festa de São João da Bahia na capital, que reúne o maior número de pessoas, agentes atuam para levar segurança e ninguém entra sem antes ser revistado, o que tem colaborado para a tranquilidade e diversão de quem participa da festa. “A gente tem observado um clima de muita tranquilidade. Muitas famílias na parte interna do parque. Na própria fila de acesso, em que se vê pais, mães, crianças, está um clima de muita tranquilidade. Assim, a gente espera que continue”, declara o major Alcântara, comandante do policiamento no local.

Mais de R$ 9 milhões foram implementados pela SSP para o emprego de efetivo e estrutura para garantir o esquema de segurança dos eventos, em toda a Bahia. A Operação São João 2022 abrange o trabalho multidisciplinar da Polícia Militar, da Polícia Civil, do Departamento de Polícia Técnica (DPT) e do Corpo de Bombeiro Militar (CBM), que soma mais de 28 mil agentes da segurança em atuação nos festejos juninos em todo estado.

O esquema inclui ainda ações preventivas, através das patrulhas nas áreas de festa e fiscalização dos itens de segurança dos espaços, e nas ações de monitoramento e investigação, com o aumento dos plantões e dos efetivos disponibilizados nas Delegacias de Polícia Civil. Equipes de inteligência também trabalham nos circuitos da festa, para identificar pontos de atenção e situações suspeitas.

“A Polícia Civil se preparou para esta retomada de grandes eventos públicos e tradicionais, como o São João da Bahia, que reúne tantos baianos e turistas, nas mais diversas cidades baianas e na capital. Junto com as outras forças de segurança e a sociedade, pretendemos chegar ao fim das programações com um saldo de muita alegria e tranquilidade”, comentou a delegada-geral da Polícia Civil, Heloisa Campos Brito.

Mais de mil policiais, entre delegados, escrivães, investigadores e servidores administrativos do Departamento de Polícia do Interior (Depin), por meio das diversas unidades e Coordenadorias Regionais de Polícia do Interior (Coorpins), atuam em Delegacias Especiais de Área (DEA), instaladas nos circuitos dos eventos e em unidades territoriais nas cidades onde ocorrem os festejos juninos. Em Salvador e Região Metropolitana, o Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), emprega equipes em Delegacias e em um posto avançado DEA, no Parque de Exposições.

DPT

Com atuação das coordenações de Engenharia Legal, Crimes Contra a Vida, Transporte, entre outras, o Departamento de Polícia Técnica da Bahia vai disponibilizar mais de 100 profissionais para realizarem perícia, em plantão extraordinário, na capital e nas cidades de Euclides da Cunha, Senhor do Bonfim, Irecê e Santo Antônio de Jesus.

Em Salvador, serão instalados, entre os dias 23 e 26 de junho, e do dia 30 de junho até 2 de julho, postos do DPT no Centro Histórico e no Parque de Exposições. As equipes atuam na realização dos exames de constatação de drogas de abuso, como maconha e cocaína, lesões corporais e identificação de periciandos.

Corpo de Bombeiros

O efetivo está dividido entre os espaços da festa, atuando nos elevados de observação e em solo para verificar todos os ambientes. São 5,4 mil profissionais atuando para reforçar o atendimento durante as festas juninas, em que foram investidos mais de R$ 1,8 milhão para atuação dos Bombeiros Militares em Salvador, Camaçari, Lauro de Freitas, Simões Filho, São Sebastião do Passé, Pojuca, Mata de São João, Dias D’Ávila, São Francisco do Conde, Candeias, Santa Bárbara, Conceição e Riachão do Jacuípe, Cachoeira, Coaraci, Ibicuí, Ubaitaba, Ibirapitanga, Itabuna, Ilhéus, Uruçuca, Porto Seguro, dentre outras.

As ações preventivas e emergenciais de combate a incêndio, busca e salvamento, atendimento pré-hospitalar e vistorias serão realizadas pelos grupamentos do Corpo de Bombeiros, em todo estado durante o São João da Bahia. A Operação São João acontece sem prejuízo no serviço ordinário. Bombeiros militares também permanecem de prontidão nos quartéis para atuarem em situações que aconteçam fora dos perímetros das festas. O CBMBA pode ser acionado também através da central 193.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.