Publicado em 18/10/2019 às 15h39.

Setor agrícola determina PIB do agronegócio referente ao primeiro semestre do ano

Em termos nominais, o PIB do agronegócio baiano totalizou R$ 33,3 bilhões no primeiro semestre de 2019

Redação
Foto: Secom/BA
Foto: Secom/BA

 

O desempenho do agronegócio baiano no primeiro semestre do ano de 2019 foi determinado, sobretudo, pelo comportamento do setor agrícola, e registrou retração.

No primeiro semestre do ano, o agronegócio baiano registrou retração de 1,7%, decorrente das quedas de -1,2% no primeiro trimestre e -0,5% no segundo trimestre. Essas quedas foram derivadas do desempenho negativo da produção agrícola, a qual registrou retração de -1,2% e -3,4% no primeiro e segundo trimestres respectivamente.

Em termos nominais, o PIB do agronegócio baiano totalizou R$ 33,3 bilhões no primeiro semestre de 2019. As informações foram calculadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Socais da Bahia (SEI), autarquia vinculada a Secretária do Planejamento (Seplan).

Apesar das retrações ocorridas no primeiro e segundo trimestres, os dados apontam para elevação de partição do agronegócio no PIB baiano; nesse período, a representatividade do agronegócio passou de 20,4% do PIB para 23,4%.

A elevação de participação das atividades do agronegócio no PIB da Bahia decorreu de dois fatores: o primeiro foi relacionado aos preços de uma série de produtos do agronegócio, os quais tiveram um desempenho superior ao restante da economia, sobretudo no primeiro trimestre; o segundo fator está relacionado a sazonalidade da agropecuária baiana, a qual está concentrada, em sua maioria, no segundo trimestre do ano, fazendo com que o setor agropecuário e, por consequência, o agronegócio, aumente sua participação no conjunto da economia baiana.

PUBLICIDADE