Publicado em 17/12/2015 às 21h03.

TCE reelege mesa diretora para 2016 e 2017

Após a reeleição, o presidente Inaldo Araújo agradeceu o apoio de seus pares e fez uma saudação aos servidores que compareceram ao Plenário

Redação

A mesa diretora do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA) foi reeleita em votação realizada na sessão plenária desta quinta-feira (17), para o biênio 2016/2017. Foram reeleitos o presidente Inaldo da Paixão Santos Araújo, o vice-presidente Gildásio Penedo Filho e corregedor Antonio Honorato de Castro Neto.

Após a reeleição, o presidente Inaldo Araújo agradeceu o apoio de seus pares e fez uma saudação aos servidores que compareceram ao Plenário. Salientou ainda que o compromisso dos servidores com a gestão tem sido um dos principais estímulos para que o TCE  aperfeiçoe o controle externo e se aproxime da sociedade.

“São dois anos de trabalho e tudo o que se conquistou, tudo o que se fez só foi possível porque trabalhamos alinhados com a mesa diretora e com os servidores desta casa. Tudo aquilo o que se realizou só foi possível por causa da participação dos que se empenharam e durante dois anos vestiram, efetivamente, a camisa deste Tribunal de Contas. O que me deixa emocionado e envaidecido é poder contar com o trabalho desses servidores, que é tão importante para a sociedade”, acrescentou.

O conselheiro corregedor, Antonio Honorato, destacou o momento de avanços do Tribunal e do sentimento de coesão refletido pela gestão do conselheiro-presidente Inaldo Araújo: “Eu me sinto muito feliz porque este plenário reflete hoje a vontade desta Casa. Uma vontade que já havia se manifestado na última eleição simulada, na qual os servidores o elegeram com ampla maioria. E hoje a ampla maioria deste Plenário vota para reconduzir Vossa Excelência a essa grande presidência. O Tribunal de Contas do Estado está de parabéns ao reconduzir, hoje, à sua presidência o conselheiro Inaldo Araújo, esta pessoa digna, séria e competente”.

O vice-presidente reeleito, conselheiro Gildásio Penedo Filho, por sua vez, declarou: “A recondução é mais do que justa até porque o presidente Inaldo Araújo vem fazendo um grande trabalho pelo Tribunal. E nada melhor do que reconduzi-lo ao cargo para que se amplie o tempo e se dê seguimento aos projetos que ele tem abraçado no sentido de fortalecer o Tribunal de Contas do Estado. No entanto, temos ainda grandes desafios. O papel do TCE/BA tende a ser ampliado porque a exigência da sociedade nos impõe a cada dia o maior controle dos gastos públicos e a própria qualidade desses gastos. Não tenho dúvidas de que esta será uma missão que o presidente Inaldo continuará defendendo e tentando implementar no âmbito do TCE/BA”.