Publicado em 23/09/2020 às 11h59.

Um terço dos estudantes não tiveram atividades escolares em agosto, aponta IBGE

Em números absolutos, 1,192 milhão de estudantes ficaram ociosos no último mês; maior parte dos afetados tem entre 17 e 29 anos

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Ilustrativa/ Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Uma a cada três pessoas que frequentavam escola na Bahia não teve qualquer atividade escolar disponibilizada em agosto. Em números absolutos, essa proporcionalidade representa 1,192 milhão de estudantes. Os 33,9% de estudantes ociosos são o terceiro percentual mais elevado do Brasil, atrás apenas dos 51,0% de estudantes paraenses e dos 38,6% dos alunos do Tocantins.

Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quarta-feira (23). O levantamento mostra ainda que a ausência de tarefas escolares é mais frequente entre os estudantes mais velhos, entre 17 e 29 anos de idade (46,4%). Entre os estudantes do ensino médio, 46,8% dos alunos não tiveram atividades.

Entre os alunos pretos e pardos, 35,1% ficaram sem atividades. O percentual sobe para 39,6% quando considerada a faixa de rendimento domiciliar per capita mais baixa.

No Brasil como um todo, 16,6% das pessoas que frequentam a escola não tiveram atividades em agosto. Os menores percentuais foram registrados no Paraná (4,4%), Mato Grosso do Sul (5,6%) e Santa Catarina (5,7%).