Publicado em 20/11/2020 às 17h04.

‘Unigel Agro fará a economia baiana crescer’, diz Leão sobre fábrica de fertilizantes

Visita ocorreu na unidade da Fafen, arrendada pela Unigel, no Polo de Camaçari 

Redação
Fotos: Ascom/SDE
Fotos: Ascom/SDE

 

Durante agenda institucional na Unigel Agro, novo nome da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen-BA), nesta sexta-feira (20), o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, João Leão (PP), destacou a necessidade de unir forças entre governos e o setor da indústria para a retomada do crescimento econômico na Bahia e no país.

“A Unigel Agro, a nova Fafen baiana, deve escrever uma nova história na economia e na indústria da Bahia. E a Unigel acertou em ter arrendado a planta de fertilizantes nitrogenados da Petrobras. Essa indústria é importante não só para o Polo Industrial de Camaçari, mas para o equilíbrio de toda a economia do estado”, destacou Leão.

O evento contou com a presença do secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre Jorge da Costa.

A visita à unidade de fertilizantes da Unigel faz parte de uma agenda voltada às iniciativas para a retomada do crescimento econômico do país, com ênfase na recuperação da indústria nacional, na geração de empregos e na retomada da produção nacional de fertilizantes nitrogenados, essenciais para a produtividade da agricultura brasileira.

A Unigel prevê a reativação das operações no primeiro semestre de 2021, deve gerar 250 empregos diretos e 1 mil empregos indiretos, e vai investir cerca de R$ 100 milhões. A fábrica terá capacidade de produção de até 475 mil toneladas/ano de ureia, 475 mil toneladas/ano de amônia e 219 mil toneladas/ano de ARLA, substância que tem a capacidade de reduzir a emissão de poluentes em motores a diesel.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.