Publicado em 20/11/2015 às 08h50.

Vitimas de trabalho escravo são resgatadas em Entre Rios

Nessa modalidade criminosa, também chamada “escravidão moderna”, os trabalhadores estavam em condições subumanas

Redação

Uma operação realizada, na última quinta-feira (19), na cidade de Entre Rios (142km de Salvador) foram flagrados, em uma fazenda na zona rural da cidade, cerca de 15 pessoas trabalhando em situação subumanas de alimentação, higiene e saúde. Eles acordavam a partir de 3h da manhã e não podiam parar de trabalhar. Tudo por R$ 6,00 por cinco toneladas de adubo carregadas.  Os trabalhadores foram levados para sede da Policia Federal em Salvador.

Aparelhos domésticos foram encontrados em condições subumanas. (Foto: Reprodução / PRF)
Aparelhos domésticos foram encontrados em condições subumanas. (Foto: Reprodução / PRF)

Algumas das situações encontradas pelos agentes do Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Rodoviária Federal (PFR), entre outros órgãos, foram alojamento sem condições de estadia, um banheiro para nove pessoas sem água, panelas de comida com mosquitos, dentre outros. Os trabalhadores eram obrigados a carregar baldes com até 70kg de fezes, dentre outros problemas.

Comida estragada e com mosquitos encontrada na fazenda. (Foto: Reprodução/PRF)
Comida estragada e com mosquitos encontrada na fazenda. (Foto: Reprodução/PRF)

Em relação a itens obrigatórios de qualquer função, não tinham carteira assinada nem usavam equipamentos de segurança (EPI).

Mais notícias