Publicado em 25/03/2020 às 16h46.

Covid-19: hidroxicloroquina deve ser testada em pacientes de 70 hospitais do país

De acordo com a colunista Mônica Bergamo, da Folha de s Paulo, hospitais da capital paulista encabeçam projeto

Redação
Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

 

Batizado Coalizão Covid-19, um projeto que busca testar medicamentos como a hidroxicroroquina, azitromicina e o corticóide dexametazona em pelo menos 70 hospitais do país, deve fazer o experimento em 1.356 pacientes acometidos pelo novo coronavírus. As informações são da jornalista e colunista da Folha de S Paulo, Mônica Bergamo.

Na edição desta quarta-feira (25), Mônica afirma que a frente de contenção do projeto é encabeçado pelos hospitais Albert Einstein, HCor e Sírio Libanês – todos na capital paulistana. Ainda segundo a jornalista, a ideia é saber até que ponto os medicamentos podem aliviar os sintomar e ajudar na recuperação da Covid-19.

“A ideia é que os testes comecem imediatamente. A coalizão espera apenas, para isso, que a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovem os protocolos”.

À colunista, o médico Alexandre Biasi, do HCor, afirmou que “as propostas de pesquisa estavam começando a ser feitas de forma dispersa, e que no fim de semana os hospitais decidisam unir esforços, inclusiva para que a amostragem seja mais ampla”. Alexandre disse ainda que a iniciativa tem o apoio do Ministério da Saúde.

PUBLICIDADE