Publicado em 18/11/2015 às 07h53.

Governo aponta relação entre casos de microcefalia e zika

Diretor do departamento da Vigilância apontou essa relação

Redação

O governo federal, através do departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, apontou uma forte relação entre a circulação do zika vírus e a ocorrência de casos de microcefalia em algumas regiões do país. O diretor do Departamento, Cláudio Maierovitch, disse, na última terça-feira (18), que resultados de exames feitos em dois fetos com microcefalia mostraram que as gestantes foram infectadas pelo zika.

“São duas gestantes com vírus zika no líquido amniótico, cujas crianças têm microcefalia. Isso nos aponta fortemente para a correlação entre as duas coisas. Mas não permite ainda descartar completamente outras possíveis causas. Não vamos afirmar ainda, com certeza absoluta, que a causa é o vírus zika”, afirmou o diretor.

Outras possíveis causas, de acordo com o diretor, seguirão sendo pesquisadas. O zika vírus é transmitido pelo mosquito da dengue, o Aedes aegypti.De acordo com a Agência Brasil, foram registrados no primeiro semestre deste ano casos de zika em 14 estados: Rondônia, Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso e Paraná.

PUBLICIDADE