Publicado em 17/09/2021 às 20h20.

Homem mais alto do Brasil, Ninão decide amputar perna por causa de infecção

‘É uma decisão dura e dolorosa’, afirmou o paraibano de 36 anos e 2,37 metros

Redação
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

 

Homem mais alto do Brasil com 2,37 metros, Joelison Fernandes da Silva, o Ninão, decidiu que vai amputar sua perna direita por conta de uma infecção no local. O paraibano de 36 anos e mais de 200 quilos não consegue andar e nem ficar de pé por conta da osteomielite.

“É uma decisão dura e dolorosa, mas pra eu ter uma vida normal, é mais fácil andar com prótese do que com o pé. A gente decidiu fazer a amputação com a esperança de uma vida melhor, de voltar andar, caminhar, andar, trabalhar, que era o que eu fazia antes. Eu era muito feliz com isso”, desabafou Ninão.

O gigante foi diagnosticado com a infecção há cerca de quatro anos e meio, porém sofre com os sintomas da doença há quase dez. O diagnóstico foi tardio, o que causou o grande comprometimento da perna de Joelison, que precisa realizar suas atividades diárias com o auxílio de uma cadeira de rodas especial.

Após a cirurgia de amputação, Ninão pretende utilizar uma prótese. Para conseguir comprá-la, o paraibano está fazendo uma vaquinha na internet. Hoje, o gigante vive com a esposa por meio de uma aposentadoria obtida em 2012, no valor de um salário mínimo. Hoje, apenas em medicamentos, Ninão gasta cerca de R$ 500, cerca de metade da renda familiar.

Temas: Brasil , ninão , Paraíba

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.