Publicado em 16/02/2017 às 19h00.

Polêmica, reforma do ensino médio deve passar a valer em 2019

O texto da reforma causou polêmica porque, originalmente, indicava que somente o ensino de matemática e português seria obrigatório

Redação
Foto: Suami Dias/ GOVBA
Foto: Suami Dias/ GOVBA

 

A polêmica reforma do ensino médio, sancionada nesta quinta-feira (16) pelo presidente Michel Temer, já tem data para sair do papel e ser implantada no Brasil. O ministro da educação, Mendonça Filho, afirmou que isto deve ocorrer em 2019.

“Há prazos para os estados se adequarem a essa realidade. A base [Base Nacional Comum Curricular] só estará concluída até o final de 2017. Não poderíamos exigir a implementação plena pelos estados em 2018. Então, isso será feito com mais profundidade só em 2019”, detalhou Filho.

Ainda conforme o ministro, cada unidade da Federação implementará a reforma da forma mais adequada através de discussões com os conselhos e secretarias estaduais.

O texto da reforma causou polêmica porque, originalmente, indicava que somente o ensino de matemática e português seria obrigatório. Após a divergência, contudo, o ensino de inglês, artes, educação física, filosofia e sociologia foi adicionado.

PUBLICIDADE