Publicado em 26/09/2021 às 20h00.

Polícia Federal recupera duas garrafas de vinho furtadas do Ministério das Relações Exteriores

De acordo com a PF, as bebidas francesas valem R$ 56,7 mil

Redação
Foto: Divulgação / Polícia Federal
Foto: Divulgação / Polícia Federal

 

A Polícia Federal (PF) recuperou na última sexta-feira (24), em São Paulo, duas garrafas de vinho de alto valor que haviam sido doadas ao Ministério das Relações Exteriores e furtadas em agosto deste ano.

As bebidas francesas são avaliadas, de acordo com a PF, R$ 57,6 mil.

Foram furtados um Petrus Pomerol Grand Cru da safra 1980, avaliado em R$ 25.750,00, e um Domaine de la Romanée-Conti La Tâche Grand Cru Monopole da safra de 1995, avaliado em R$ 31.868,00.

A ação policial foi batizada de Operação Borgonha, menção à região da França onde são produzidos os vinhos mais caros do mundo. Os policiais federais chegaram ao autor do crime após realizar diligências. O homem foi identificado e indicou o comprador para quem repassou as bebidas. A identidade das duas pessoas não foram reveladas.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.