Publicado em 18/11/2015 às 15h06.

Prefeitos instalam comitê para discutir efeitos do rompimento de barragem

Ao todo, 22 cidades de Minas Gerais e Espírito Santo estão representadas no grupo que pretende buscar soluções emergenciais para a região atingida

Agência Estado

Prefeitos de 22 cidades de Minas Gerais e Espírito Santo, atingidas pelo rompimento da barragem da Samarco, irão criar na segunda-feira (23), em Mariana, palco central da tragédia, um comitê para discutir estratégias conjuntas para o enfrentamento do desastre socioambiental da região do Vale do Rio Doce.

O encontro está sendo organizado pelo presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Marcio Lacerda (PSB), de Belo Horizonte. Lacerda, que foi secretário-executivo do Ministério da Integração, pretende colher as demandas dos municípios da região para iniciar um diálogo nas esferas estadual e federal.

Segundo Lacerda, o comitê pretende buscar soluções emergenciais para questões como abastecimento de água, assistência social, moradia e saúde. O encontro inaugural do comitê ocorrerá na sede do Sesc, em Mariana, a partir das 14 horas.

PUBLICIDADE