Publicado em 01/04/2020 às 13h55.

Retorno das aulas depende de governadores e prefeitos, diz Weintraub

Posicionamento do ministro vem uma semana após o presidente Jair Bolsonaro criticar a suspensão das aulas,

Redação
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

 

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, parece não influenciar na decisão quanto ao retorno das aulas nesse período de pandemia do novo coronavírus. Em resposta a uma seguidora nas redes sociais, o chefe do MEC deixou a decisão para os gestores estaduais e municipais.

“Espero que ainda esse mês [haja o retorno às aulas]. Depende dos governadores e prefeitos”, escreveu.

O posicionamento do ministro vem uma semana após o presidente Jair Bolsonaro criticar a suspensão das aulas, já que crianças não são o grupo de risco – apenas os idosos. Autoridades sanitárias, no entanto, reforçam que as crianças podem ser vetores de transmissão do vírus para pessoas acima de 60 anos.

Depois do pronunciamento, secretários estaduais de educação mantiveram a suspensão das aulas. De acordo com a Folha de S.Paulo, o Conselho Nacional de secretários (Consed) disseram que a medida é não apenas um ato de responsabilidade para proteger estudantes, servidores e todos no seu entorno.

PUBLICIDADE