Publicado em 27/06/2016 às 22h00.

Transparência Internacional oferece ajuda a Moro na Lava Jato

juiz recebeu em Curitiba, nesta segunda-feira, representantes da organização não governamental que atua no combate à corrupção em vários países

Agência Brasil
Jose-Ugaz
Ugaz, da Transparência Internacional, acompanha escândalos associados à corrupção no Brasil (Foto: Divulgação )

 

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça, recebeu nesta segunda-feira (27), em Curitiba, representantes da Transparência Internacional, organização não governamental que atua no combate à corrupção.

No encontro, Moro e o presidente da entidade, José Carlos Ugaz, discutiram medidas de cooperação na apuração dos crimes cometidos por empresas e pessoas que receberam propina no exterior, oriunda do esquema de desvios na Petrobras.

Em entrevista após a reunião, Ugaz anunciou que será criado no Brasil um centro de conhecimento anticorrupção, um grupo de trabalho para criar instrumentos para ajudar no combate à corrupção no país e na América Latina.

De acordo com dados da Procuradoria-Geral da República (PGR), foram feitos 108 pedidos de cooperação internacional e R$ 659 milhões foram repatriados nas investigações realizadas pela Justiça Federal em Curitiba no âmbito da Lava Jato.