Publicado em 06/04/2020 às 19h40.

Bahia atinge US$ 568,8 milhões em exportações no mês de março

Montante representa avanço de 8,3% no período, em comparação ao mesmo período do ano passado

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

A Bahia alcançou US$ 568,8 milhões em exportações no mês de março. O montante representa avanço de 8,3% no período, em comparação ao mesmo período do ano passado.

Em termos de volume, as exportações de produtos baianos tiveram incremento de 26,6%, já que são majoritariamente commodities que possuem menos elasticidade em relação à demanda mundial. Apesar dos dados positivos, houve desvalorização média de 14,5% nos preços. O percentual é o maior declínio mensal desde novembro de 2019.

“Embora o mercado global esteja passando por uma retração devido ao avanço da pandemia do coronavírus, os volumes embarcados de soja, celulose e derivados de petróleo resistiram e registraram crescimento de 32,8%, 39,3% e 20,9%, respectivamente, garantindo o desempenho positivo no mês”, celebrou o secretário de Planejamento, Walter Pinheiro.

De acordo com dados sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), no trimestre as exportações baianas alcançaram US$ 1,8 bilhão. O montante equivale a aumento de 1,6% ante o mesmo período de 2019.

O volume teve aumento de 21,1%, mas os preços médios caíram 16,1%. As maiores desvalorizações foram registradas nos setores de papel e celulose (-23,5%), petroquímicos (-15,1%), metalúrgicos (-43%) e minerais (-25,7%) – por ordem de importância.

Importações

As importações, por sua vez, recuaram 34,6% e alcançaram US$ 444,9 milhões. A queda, de acordo com a SEI, reflete a desvalorização cambial e o impacto inicial da Covid-19 na demanda doméstica, no fluxo logístico e no abastecimento.

Quando analisado o primeiro trimestre, as importações cumulam US$ 1,31 bilhão, o que representa 30% a menos em comparação ao mesmo período do ano passado. O volume recuou 25,4%, enquanto os preços médios caíram 6,3%.

PUBLICIDADE