Publicado em 28/10/2020 às 19h45.

BC mantém Selic em 2%; novos cortes podem acontecer

Espaço para a redução é curto; cenário atual não aponta para mudança de rumo, com novas elevações dos juros básicos

Redação
Foto: BC/ Divulgação
Foto: BC/ Divulgação

 

Em uma decisão já esperada pelo mercado, o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, manteve nesta quarta-feira (28) a taxa Selic em 2% ao ano.Trata-se do mínimo histórico dos juros básicos.No comunicado da reunião iniciada na terça-feira (27), o comitê abriu espaço para novos cortes de juros, mas frisou que o espaço para a redução, se houver, é pequeno.

Desde agosto, o BC vem explicitando que não pretende elevar a Selic a menos que a inflação se aproxime da meta. A autoridade monetária também tem no radar as projeções para o IPCA em 2021.

“As expectativas de inflação, assim como as projeções de inflação de seu cenário básico, encontram-se significativamente abaixo da meta de inflação para o horizonte relevante de política monetária; o regime fiscal não foi alterado; e as expectativas de inflação de longo prazo permanecem ancoradas”, assinalou o Copom. Com informações da Reuters Brasil.