Publicado em 30/09/2022 às 10h29.

Brasil tinha 9,7 milhões de pessoas sem trabalho em agosto

Pnad Contínua/IBGE divulgada nesta sexta-feira (30) aponta uma desocupação de 8,9% no trimestre móvel encerrado em agosto; taxa recuou 0,9 ponto

Redação
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

 

Ao final de agosto, o Brasil tinha 9,7 milhões de pessoas sem trabalho. A informação consta do relatório da Pnad Contínua do trimestre móvel encerrado no mês passado, divulgada nesta sexta-feira (30) pelo IBGE. A taxa de desocupação ficou em 8,9%, 0,9 ponto percentual menor do que no trimestre de março a maio de 2022 (9,8%) e 4,2 ponto percentual abaixo do mesmo período de 2021 (13,1%).

Segundo o IBGE, a população ocupada (99 milhões) foi recorde da série iniciada em 2012, com alta de 1,5% (mais 1,5 milhão) ante o trimestre anterior e de 7,9% (mais 7,3 milhões) no ano. O nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) foi de 57,1%.

A taxa composta de subutilização – desempregados mais aqueles que gostariam de desenvolver mais atividades – ficou em 20,5%, caindo 1,3 ponto percentual no trimestre. A população fora da força de trabalho (64,6 milhões de pessoas) permaneceu estável ante o trimestre anterior.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.