Publicado em 24/03/2021 às 15h27.

Intenção de consumo das famílias sobe 2,1% em Salvador neste mês

Indicador da Fecomércio-BA melhorou pelo oitavo mês seguido, mas está abaixo ao registrado no ano passado

Redação

 

Foto: Reprodução/Fotos Públicas
Foto: Reprodução/Fotos Públicas

 

O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) registrou alta de 2,1% em março. Em sua oitava elevação mensal seguida, o indicador atingiu 87,2 pontos – ante os 85,4 pontos de fevereiro – o que mantém as famílias de Salvador no nível de insatisfação com as suas condições econômicas. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve queda de 15,5%.

Segundo a Federação do Comércio (FecomércioBA), responsável pelo ICF, o item de destaque foi o Emprego Atual com alta mensal de 7,9% e o retorno ao patamar de satisfação (105,3 pontos). O item ‘Perspectiva Profissional’ avançou 1,7% e se situa também nos 105,3 pontos. Ambos são os itens mais bem avaliados da pesquisa no mês.

“É importante deixar claro como primeiro ponto de que o nível de insatisfação com as condições econômicas (emprego, renda e consumo) está bem abaixo do visto no mesmo período do ano passado”, analisa o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze. O economista relata que o ICF conseguiu se recuperar ao longo do segundo semestre do ano passado e início de ano.

Com uma geração fraca de emprego, Dietze avalia que o ritmo de avanço será lento e manterá o indicador ainda longe de retornar ao patamar pré-crise neste semestre. No segundo semestre, com um cenário de vacinação mais avançado, e as expectativas melhorando para a retomada das atividades, poderá ser projetada uma recuperação sólida do consumo.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.