Publicado em 23/09/2021 às 09h36.

IPC-S, do FGV Ibre, sobe 1,27% no terceiro período de setembro

Seis das oito classes de despesas tiveram maior pressão inflacionária; habitação, sobretudo eletricidade, teve maior contribuição

Redação
Foto: reprodução site FGV
Foto: reprodução site FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu 1,27% no terceiro período de setembro. O indicador acumula alta de 9,42% nos últimos 12 meses, informou nesta quinta-feira (23) o Instituto Brasileiro de Economia (FGV Ibre).

Com maior contribuição do grupo de habitação, cuja taxa de variação passou de 1,77% para 2,15%, seis das oito classes de despesa do IPC-S tiveram alta de preços maior. A tarifa de eletricidade residencial, componente do grupo habitação, teve aumento de 6,27%, depois de subir 4,48% na quadrissemana anterior.

Também tiveram aceleração no reajuste de preços: Educação, Leitura e Recreação (1,71% para 2,25%), Transportes (1,17% para 1,32%), Vestuário (0,34% para 0,39%), Alimentação (1,09% para 1,13%) e Despesas Diversas (0,27% para 0,29%). Nestas classes de despesa, vale destacar o comportamento dos itens: passagem aérea (13,23% para 17,61%), gasolina (2,33% para 2,75%), calçados infantis (-0,31% para 0,00%), frutas (2,95% para 4,26%) e alimentos para animais domésticos (0,61% para 1,53%).

A pressão inflacionária diminuiu nos grupos Saúde e Cuidados Pessoais (0,40% para 0,31%) e Comunicação (0,22% para 0,21%).

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.