Publicado em 26/11/2021 às 17h25.

Juro bancário chegou a quase 33% em outubro, maior índice em 19 meses

Segundo o Banco Central, crédito bancário registrou alta de 1,74% no mês passado

Redação
Foto: Reprodução/ site da Fecomércio-BA
Foto: Reprodução/ site da Fecomércio-BAjuros

 

O Banco Central (BC) informou nesta sexta-feira (26) que o juro bancário médio com recursos livres de pessoas físicas e empresas chegou a 32,8% ao ano em outubro.

O juro bancário médio com recursos livres não conta os setores habitacional, rural e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Em setembro, o juro bancário médio estava em 30,6% e, conforme o BC, a taxa registrada no mês passado é a maior desde março de 2020, quando estava em 33,3%.

De acordo com os números do BC, a alta dos juros bancários médios é reflexo do aumento da Selic, a taxa básica de juros da economia.

A Selic passou de 2% em janeiro para 7,75% ao ano com o objetivo de tentar conter as pressões inflacionárias e também o spread bancário, que inclui a margem de lucro das instituições financeiras.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.