Publicado em 06/12/2021 às 08h18.

Nove orientações para organizar compras de fim de ano e ceias

A chegada do 13º dá um gás nas finanças, mas é preciso ter jogo de cintura para fazer o dinheiro render

Redação
Salão do Panetone 2018, realizado pela Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), em São Paulo . (Foto): Rovena Rosa/ Agência Brasil)
Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

 

Cair no descontrole financeiro no fim do ano é um risco iminente, ainda mais neste ano, que ainda enfrentamos reflexos de uma intensa crise, por isso é importante orientar quem está no limite do orçamento, fazendo compras de presentes e para a ceia de Natal e confraternizações. A chegada da primeira parcela do 13º salário – que ocorre normalmente no dia 30 de novembro – deve ser considerada, mas é preciso planejamento para otimizar recursos.

Na análise do PhD em Educação Financeira e presidente da Abefin (Associação Brasileira de Educadores Financeiros), é importante lembrar que em relação a ceia de Natal e Réveillon, por mais que a vontade de ver pessoas seja grande de confraternizar, ainda é hora de alguns cuidados, evitando grandes aglomerações. Ele destaca ainda sobre a recomendação, do período, é para a realização de eventos ainda intimistas, em que se reúna apenas os familiares mais próximos.

Em relação às compras, o segredo é planejamento. “Quem não se programou para fazer as compras à vista, precisa estar atento aos gatos no cartão de crédito, evitando o descontrole financeiro já nos primeiros meses de 2022. O ideal é agir, neste momento, de acordo com o padrão de vida, respeitando o orçamento”, disse ele.

“Procure destinar parte de uma das parcelas do 13º salário, para a poupança dos sonhos da família, dando o primeiro passo para que 2021 seja um ano de realizações. O ano de 2021 foi difícil, mas isso não pode fazer com que deixemos de sonhar”, complementa Domingos.

Confira abaixo 9 orientações para fazer compras de final de ano e ceias:

Como economizar na compra de presentes:

1 – Faça uma lista com os nomes de quem vai presentear e o quanto pretende gastar, para não correr o risco de extrapolar na hora das compras;
2 – Aproveite o tempo que tem disponível e a Black Friday, pesquise preços em pelo menos três lugares diferentes e busque as promoções. Utilize a internet como fonte de pesquisa;
3 – Lembre-se, vivemos tempos atípicos, a crise mudou as nossas vidas e nossas necessidades, por isso, pense muito antes de gastar, procure nesse momento alternativas mais econômicas e projete para o futuro presentes de preços maiores;
4 – Após o Natal é comum haver liquidações e promoções, portanto se puder deixar para presentear neste período, encontrará bons preços.

Como economizar na ceia de Natal:

1- Verifique com antecedência o número de pessoas e controle para que a “mesa farta” não vire um festival de sobras e desperdício, lembrando que ainda devemos evitar aglomeração de pessoas;
2- Se for ao mercado cheio e movimentado, tenha tempo e tranquilidade, para sua segurança busque horários em que esteja mais vazio, pois o estresse e a pressa podem te levar a pegar os produtos mais caros;
3- Ao comprar itens em grande quantidade, como carnes e bebidas, vá a mercados atacadistas e aproveite as promoções. Para ter itens mais frescos e baratos, vá a feiras livres de seu bairro;
4- Troque alimentos e bebidas caros e importados por itens nacionais e mais baratos, sem perder no sabor ou na qualidade;
5- Evite pagar alimentos no cartão de crédito ou fazendo parcelamentos, afinal no início de 2021 há outras despesas típicas, como IPTU, IPVA e material escolar. O acúmulo de parcelas pode levar ao descontrole financeiro.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.