Publicado em 18/06/2024 às 14h02.

Petrobras terá impacto de R$ 11,9 bi no lucro do 2º tri após acordo tributário

Companhia aderiu acordo para encerrar disputa judicial sobre dívidas tributárias

Redação
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

 

A Petrobras (PETR4) anunciou na segunda-feira que terá um impacto de 11,9 bilhões de reais no lucro líquido do segundo trimestre por conta de adesão da companhia a um acordo para encerrar disputa judicial envolvendo dívidas tributárias relacionadas a contratos de afretamento de embarcações, de acordo com informações da Forbes Brasil.

A adesão da petrolífera ao esquema lançado em maio pela Receita Federal e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) deve ser um reforço de caixa ao governo, que tem meta de déficit primário zero neste ano.

A Petrobras afirmou em comunicado ao mercado que a adesão ao acordo vai implicar desembolso de 19,8 bilhões de reais, já considerando um desconto de 65% previsto em edital.

O caso envolve discussões sobre débitos relacionados à “incidência de IRRF, da Cide, PIS e Cofins sobre remessas ao exterior, decorrentes da bipartição do negócio jurídico pactuado em um contrato de afretamento de embarcações ou plataformas e outro de prestação de serviços”, pontuou a Petrobras.

A companhia afirmou que dos 19,8 bilhões de reais a serem pagos à União, 6,65 bilhões serão quitados com depósitos judiciais, 1,3 bilhão com créditos fiscais gerados por prejuízos em subsidiárias e os 11,85 bilhões restantes em parcelas até o final do ano, sendo que desse montante 3,57 bilhões serão pagos no dia 30 deste mês.

“No lucro líquido do segundo trimestre de 2024, o impacto após os efeitos tributários será de aproximadamente 11,87 bilhões de reais”, afirmou a Petrobras em fato relevante ao mercado.

A Petrobras afirmou que a adesão permitirá “o encerramento de discussões administrativas e judiciais relativas a Cide, PIS e Cofins, referentes ao período de 2008 a 2013, que totalizam 44,79 bilhões de reais”.

A estatal afirmou que aproximadamente 13% do contencioso é de responsabilidade de “diversos parceiros” e que a empresa está negociando condições de ressarcimento.

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.