Publicado em 01/12/2015 às 09h50.

Queda de 4,5% no PIB do 3º trimestre é a maior da série histórica

Agência Estado

A queda de 4,5% no Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre de 2015, ante igual período de 2014, é o maior recuo nessa base de comparação desde o início da série do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), iniciada em 1996, informou na manhã desta terça-feira (1) o órgão federal.

Também são recordes da série as quedas no PIB acumulado do ano, ante igual período do ano anterior (3,2%), e no acumulado de quatro trimestres, ante os quatro trimestres anteriores (2,5%).

Além disso, a queda de 1,7% no PIB do terceiro trimestre, ante o segundo trimestre de 2015, é a maior, nessa base de comparação, para terceiros trimestres da série iniciada em 1996.

A queda de 2,9% no Produto Interno Bruto dos Serviços no terceiro trimestre de 2015 em relação ao mesmo período do ano anterior também foi a mais acentuada da série histórica iniciada em 1996. Com o resultado, os serviços completam cinco trimestres de taxas negativas nesse tipo de comparação.

O tombo de 4,5% no Consumo das Famílias no terceiro trimestre de 2015 em relação ao mesmo período do ano anterior também foi a maior da serie, revelou o IBGE.

O mesmo ocorreu com a queda de 15,0% na Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) no terceiro trimestre de 2015 em relação ao mesmo período do ano anterior. A variação foi a mais acentuada da série iniciada em 1996 pelo órgão.

Com o resultado, a FBCF completa seis trimestres de taxas negativas nesse tipo de comparação, acentuando o ritmo de queda. No segundo trimestre de 2015, o recuo tinha sido de 12,9%, antecedido por um tombo de 10,1% no primeiro trimestre do ano.

Revisões – O IBGE revisou a variação do Produto Interno Bruto do segundo trimestre deste ano. O recuo foi de 2,1% na comparação com o primeiro trimestre de 2015. Inicialmente, o instituto havia apurado um recuo de 1,9% no período, como divulgado em agosto.

O órgão ainda revisou os resultados do primeiro trimestre de 2015 ante o quarto trimestre de 2014, de -0,7% para -0,8%, e do quarto trimestre de 2014 ante o terceiro trimestre do ano passado, de 0,0% para +0,1%.

Na comparação sem ajuste sazonal, o IBGE revisou o resultado do PIB do segundo trimestre ante igual período de 2014, de -2,6% para -3,0%, e do primeiro trimestre de 2015 em relação ao primeiro trimestre de 2014, de -1,6% para -2,0%.

Ainda sem ajuste, o órgão revisou o resultado do PIB no quarto trimestre de 2014 em relação ao quarto trimestre de 2013, de -0,2% para -0,7%.

PUBLICIDADE

Notícias relacionadas

Temas: IBGE , PIB , queda