Publicado em 27/04/2020 às 12h39.

‘Quem decide a economia do país é Paulo Guedes’, diz Bolsonaro

O ministro Paulo Guedes afirmou que o governo segue firme com a política econômica de responsabilidade fiscal

Redação
Foto: Lucio Tavora/Xinhua
Foto: Lucio Tavora/Xinhua

 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou, nesta segunda-feira (27), em uma entrevista coletiva em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, que o a economia do Brasil está nas mãos do ministro da Economia, Paulo Guedes.

A declaração foi feita após uma reunião entre o presidente e Guede, além da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Netto.

“Acabei mais uma reunião aqui tratando de economia. E o homem que decide a economia no Brasil é um só: chama-se Paulo Guedes. Ele nos dá o norte, nos dá recomendações e o que nós realmente devemos seguir”, disse Bolsonaro.

O ministro Paulo Guedes afirmou que o governo segue firme com a política econômica de responsabilidade fiscal. Segundo eles, os gastos públicos extraordinários feitos por causa da crise do coronavírus são exceção na condução da política econômica.

“Queremos reafirmar a todos que acreditam na política econômica que ela segue, é a mesma política econômica. Quando há um problema, como de saúde, o presidente fala: ‘Olha vamos para um programa de exceção'”, explicou o ministro.

O governo apresentou o programa Pró-Brasil na semana passada que promete injetar dinheiro na economia para amenizar o impacto da queda da atividade causada pela pandemia do coronavírus.

“O programa Pró-Brasil, na verdade, são estudos justamente na área de infraestrutura, de construção civil, são estudos adicionais para ajudar nessa arrancada de crescimento. Isso vai ser feito dentro dos programas de recuperação de estabilidade fiscal nossa”, disse Guedes.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.