Publicado em 20/08/2017 às 10h00.

TCU estima R$ 56 bi anuais em fraudes e erros na Previdência

A previsão é resultado do cruzamento de dados de uma força-tarefa, formada por Secretaria de Previdência, Ministério Público Federal (MPF), Polícia Federal e os ministérios do Trabalho e do Desenvolvimento Social

Redação
(Foto: Previdência/Divulgação)
Foto: Divulgação

 

Com um rombo recorde de R$ 185,8 bilhões previsto para este ano, a Previdência poderia ter um déficit pelo menos 30% menor, devido ao valor gasto com fraudes e erros.

Segundo o Tribunal de Contas da União (TCU), o montante correspondente a irregularidades no sistema pode chegar a R$ 56 bilhões anuais. Na prática, isso significa que, a cada dez benefícios, um é pago ilegalmente.

A estimativa é resultado do cruzamento de dados de uma força-tarefa, formada por Secretaria de Previdência, Ministério Público Federal (MPF), Polícia Federal e os ministérios do Trabalho e do Desenvolvimento Social. Com informações do Globo.

PUBLICIDADE