Publicado em 11/06/2016 às 11h20.

Valor de salas comerciais cai até 40% em Salvador

O excesso de unidades e a crise econômica são atribuídos como as principais causas da redução dos valores de locação

Redação
Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

 

O valor do aluguel de salas comerciais em Salvador sofreu uma queda de até 40%, nos cálculos dos corretores de imóveis da cidade. O excesso de oferta de unidades e a crise econômica são atribuídos como as principais causas da redução dos valores de locação.   

De acordo com o Sindicato da Habitação (Secovi-BA), em abril, havia 1.239 salas comerciais disponíveis para aluguel em Salvador. Número que caiu para 1.137 em maio. No caso de salas à venda, a redução foi de 649 em abril para 593 em maio.

Em cinco anos, chegaram ao mercado de Salvador cerca de 70 mil novas unidades comerciais. Boa parte delas agora está vazia,  segundo dados do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-BA). Em locais como a Avenida Manoel Dias da Silva e a Alameda das Espatódeas, Caminho das Árvores, são comuns as placas de “aluga-se”. As unidades mais prejudicadas para locação são as de alto valor comercial.

Uma pesquisa feita pela Viva Real, empresa de atuação nacional, revela que além do dinheiro que falta a alguns,  a crise política também é levada em consideração na hora de investir em um imóvel. Na avaliação,  39% dos consultados afirmaram ter a decisão de comprar um imóvel afetada pelas mudanças políticas. Entre eles, 43% optaram por procurar um empreendimento mais barato e 31% pararam de procurar.

Com informações do A Tarde.

PUBLICIDADE