Publicado em 27/11/2021 às 16h30.

Bloco ‘As Muquiranas’ se pronuncia após posts homofóbicos de diretor 

Luciano Paganelli fez críticas a uma campanha publicitária com Papai Noel

Erem Carla
Foto: Reprodução/Instagram

 

A página oficial de um dos blocos de Carnaval mais famosos de Salvador, As Muquiranas, se pronunciou neste sábado após posts do empresário e um dos diretores do bloco, Luciano Paganelli, criticando campanhas direcionadas ao público LGBTQIA +.  

Em comunicado, a página disse não concordar e repudiar qualquer opinião pessoal que pessoas ligadas ao bloco tenham e/ou faltem com respeito a quem quer que seja, se expondo em suas redes sociais pessoais. 

“Garantimos que as postagens ofensivas do diretor Luciano Paganelli é uma opinião isolada e pessoal do mesmo, onde os demais diretores da marca não compactuam com o tal ato. O bloco As Muquiranas sempre reverberou pela alegria, felicidade e respeito a todas as pessoas. Nosso objetivo sempre foi promover a alegria, sem distinção de raça e gênero”, informa a nota. 

Entenda

Paganelli havia publicado a campanha publicitária dos Correios da Noruega, que marca os 50 anos do fim da lei que proibia relações entre pessoas do mesmo sexo no país. No comercial, o ‘Papai Noel’ pode ser visto em um relacionamento homoafetivo. 

O empresário fez uma comparação da campanha com a capa da Playboy de dezembro de 2000, que mostra Carla Perez sendo abraçada por um homem vestido de Papai Noel. “Tempos sombrios. Papai Noel nessa geração de merda”.

“Primeiro foi Jesus Cristo. Depois o super homem. Papai Noel, o bom velhinho!! Agora dá o rabo. Na próxima Páscoa, o coelhinho vai virar biba-boneca-menina. Se preparem!! Você que está lendo essa mensagem. Você poderá ser o próximo”, escreveu Paganelli em outro Storie. 

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram


Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.