Publicado em 10/12/2015 às 16h34.

‘Cada um se expressa como sabe’, diz Bell Marques após polêmica

Música foi acusada de ter letra machista e racista

Redação
Bell 1
Foto: Divulgação

A nova canção de Bell Marques, “Cabelo de Chapinha” não precisou de mais do que dois dias no ar para causar polêmica e ter sua letra acusada de machista e racista. O refrão da música diz: “Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha” e ainda fala sobre uma “nega” que deve ir ao salão para se arrumar para o companheiro.

Mas a história não foi bem aceita por parte do público, que se manifestou pelas redes sociais do músico com comentários negativos sobre o hit. Após seu perfil no Facebook pegar fogo entre acusações e defesas calorosas, o artista quebrou o silêncio e resolveu se pronunciar sobre o assunto.

Em uma publicação em sua página, Bell disse que essa é uma canção na qual “o compositor se inspirou em um personagem que adora sua parceira e lhe pede, com carinho, que se arrume do jeito que ele gosta” e que, ao longo da carreira de 36 anos, nunca desrespeitou o seu público.

 

Assista ao vídeo com a música e confira a letra de “Cabelo de Chapinha” na íntegra:

 

Minha nega, vai lá no salão faz aquele corte que seu nego gosta de te ver

Me traz seu coração, porque essa noite só vai dar eu e você

Com esse amor ninguém pode

Só água na cabeça

Pra apagar o fogo

Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha

Ô tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho

Tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho

Ô mainha, mas eu só gosto do cabelo de chapinha, mainha

Ô tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho

Tá liso, tá lisinho. Tá liso, tá lisinho

 

 

PUBLICIDADE