Publicado em 05/01/2017 às 10h34.

Edgard Scandurra indica seus filme, disco e livro preferidos

O músico, considerado um dos maiores do país, vem a Salvador para o "Brasil Guitarras", que reúne os maiores nomes do instrumento no Brasil

James Martins
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O guitarrista Edgard Scandurra é nome certo em praticamente todas as “bandas dos sonhos” que vez ou outra são eleitas por críticos e/ou pelo público. Segundo Lobão, ele é o único “músico lenda” da geração dos anos 80. Canhoto como Jimi Hendrix, o integrante do Ira!, no entanto, não inverte as cordas como deus e o mundo. Dono de estilo marcante, inconfundível, Edgard toca no “Brasil Guitarras“, neste sábado (7), no Farol da Barra, junto com outros nove grandes nomes do instrumento no Brasil.

Ele deu suas dicas de filme, livro e disco aos leitores da coluna #QuemIndica, do bahia.ba. Confira:

O filme indicado por Scandurra é “Blow Up” (1966), de Michelangelo Antonioni, considerado uma obra-prima até mesmo por Bergman, normalmente pouco entusiasmado com o italiano. “O filme é uma maravilhosa sequência de lindas imagens e vários silêncios numa trama poética e estética típica dos anos 60”, diz Edgard. “Blow Up” ganhou o Grand Prix em Cannes.

Cartaz original do filme de Antonioni (Divulgação).
Cartaz original do filme de Antonioni (Divulgação).

 

O livro preferido de Edgard Scandurra é “Os Meninos da Rua Paulo“, do húngaro Ferenc Molnár, publicado pela primeira vez em 1907. Traduzido em português por Paulo Rónai, esta novela juvenil é a obra literária húngara mais conhecida em todo o mundo e remete à juventude do guitarrista: “Esse livro li na escola, quando adolescente, e me identifiquei com a história da gangue de garotos lutando pelo seu terreno. Fiz até música homônima ao livro!”, lembra.

Já a dica musical de Edgard Scandurra o traz aos dias extremamente atuais: “Essa é uma nova cantora de apenas 28 anos que descobri sem querer e que ouço desde então, sem parar!”, afirma ele, se referindo a Weyes Blood, uma californiana que tem três discos lançados, dentre os quais ele indica “Front Row Seat to Earth“, de 2016. Aproveitem!

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.