Publicado em 14/01/2020 às 14h10.

Espaço Itaú de Cinema oferece oficinas de confecção de bonecas abayomi para crianças

Atividade, que integra a programação da exposição Tecendo Redes, será realizada no sábado (18)

Redação
Foto: Manuela Cavadas
Foto: Manuela Cavadas

 

O Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha, na Praça Castro Alves, oferece neste sábado (18), a partir das 13h, uma oficina de confecção de bonecas abayomis destinada ao público infantil. A atividade integra a programação da exposição “Tecendo Redes: Itaú Social 25 anos”, em cartaz desde setembro de 2019 – a mostra reúne metodologias e práticas que permeiam os projetos desenvolvidos pelo instituto no campo da educação.

Na oficina, as crianças poderão conhecer as histórias por trás da elaboração destas bonecas, cujas origens remontam ao período da escravidão. Diz a lenda que mulheres escravizadas, durante a travessia transatlântica nos navios negreiros, confeccionavam pequenas bonecas de pano feitos de retalhos de suas saias para acalmarem as crianças. A palavra abayomi significa, em iourubá, “encontro  precioso” (abay=encontro e omi=precioso).

A tradição ganhou força no Brasil em tempos mais recentes com Lena Martins, artista de São Luís do Maranhão, educadora popular e militante do Movimento de Mulheres Negras, que procurava na arte popular um instrumento de conscientização e sociabilização. Juntamente com outras mulheres, Martins fundou no Rio de Janeiro, em 1988, a Cooperativa Abayomi.

A atividade no Espaço Itaú Cultural permitirá que crianças construam bonecas com malhas pretas para o corpo, sem uso de tesoura ou agulha, e tecidos africanos para compor as roupinhas. Enquanto confeccionam a boneca, meninos e meninas conhecerão as histórias de como as mulheres provenientes da África Ocidental, dentro dos tumbeiros, com fragmentos de tecidos, produziram pequenas bonecas para suas crianças, utilzando nós e tranças.

O circuito de atividades da exposição Tecendo Redes acontecerá no dia 25 de janeiro, quando será realizada uma imersão no universo das cantigas, parlendas, trava-línguas, jogos e brincadeiras. As atividades serão desenvolvidas em torno do círculo, como um elemento de invenção, reinvenção e movimento.

PUBLICIDADE