Publicado em 23/09/2020 às 09h59.

Fim da trégua: Safadão acusa ex-mulher de submeter filho a vexame e constrangimento

Atualmente o ex-casal divide a guarda do garoto e Safadão paga uma pensão que gira em torno de 40 salários mínimos

Redação
Foto: Instagram/ Reprodução/ Arquivo Pessoal
Foto: Instagram/ Reprodução/ Arquivo Pessoal

 

A influenciadora digital Mileide Mihaile, ex-esposa de Wesley Safadão, está sendo investigada pela Justiça por submeter uma criança ao vexame ou constrangimento.

De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal ‘O Dia’, o forrozeiro entrou com uma notícia-crime contra a mãe do pequeno Yhudy, de 9 anos, por acreditar que a criança vem sendo colocada em situações inapropriadas.

O exemplo dado pelo artista é uma festa de Halloween promovida pela influenciadora e empresária em outubro do ano passado.

Nos documentos divulgados pela jornalista, os advogados de Safadão afirmam que aquele não era um lugar apropriado para uma criança estar pela oferta de bebida alcóolica e músicas pejorativas. “Não era, de forma alguma, apropriado para crianças, pois, além de estar sendo oferecida bebida alcoólica, estava tocando músicas de cunho pejorativo e danças sensuais – restando claramente que era um lugar para maiores de 18 anos, e não para menores incapazes”.

A denúncia menciona também a fantasia usada pela criança, com uma arma de brinquedo. O delito supostamente cometido por Mileide está previsto no no artigo 232, da Lei 8.069/90 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): “Submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento”.

Segundo a colunista, o documento contém depoimentos das partes envolvidas, incluindo o da criança e agora está nas mãos do juiz para que seja agendada uma audiência preliminar, uma espécie de conciliação.

Atualmente o ex-casal divide a guarda do garoto e Safadão paga uma pensão que gira em torno de 40 salários mínimos.