Publicado em 08/04/2020 às 08h55.

Juiz nega pedido de soltura de R. Kelly por apresentar risco à sociedade

O norte-americano está preso desde julho de 2019 acusado de pornografia infantil e tráfico sexual

Redação
Foto: Youtube/ CBS
Foto: Youtube/ CBS

 

O cantor norte-americano R. Kelly irá permanecer na prisão em meio a pandemia do coronavírus.

O artista teve a solicitação de liberação negado pela Justiça e continua encarcerado no Centro de Detenção de Chicago.

Preso desde julho de 2019 acusado de pornografia infantil e tráfico sexual, o dono do hit ‘I Believe I Can Fly’, o cantor teve o pedido negado por sere considerado um risco à sociedade, risco de fuga ou tentativa de obstrução de justiça, risco de ameaçar ou intimidar testemunhas em potencial.

Kelly, de 53 anos, já foi acusado de agressão sexual e pedofilia. Em 2008, foi absolvido em um caso de pornografia infantil, mas o caso foi arquivado por falta de provas. No ano passado, no entanto, o advogado Michael Avenatti afirmou ter vídeos em que mostrava o rapper tendo relações sexuais com um menor de idade.

Atualmente o cantor não pode se reunir com os advogados para criar estratégias para seu julgamento devido o isolamento social. O julgamento tem data prevista para acontecer em julho.

PUBLICIDADE