Publicado em 07/12/2015 às 17h28.

Netflix quer dobrar volume de produções originais em 2016

De acordo com o diretor de conteúdo, Ted Sarandos, empresa vai elevar o número de produções próprias de 16 para 31

Reuters

O Netflix focará no desenvolvimento de seu próprio conteúdo no ano que vem, elevando o número de produções originais de 16 para 31, disse o diretor de conteúdo Ted Sarandos nesta segunda-feira (7).

A companhia de transmissão de vídeos tem 10 longas metragens, 30 séries infantis, cerca de uma dúzia de documentários, 10 especiais de comédia stand-up e duas séries de documentários em vários estágios de produção, disse Sarandos na Conferência UBS Global Media and Communications em Nova York.

“É uma programação que as pessoas querem assistir”, disse Sarandos, observando que os programas da Netflix receberam nomeações para premiações como Emmy, Oscar e Globo de Ouro no ano passado.

A empresa, conhecida por produções originais como “Orange is the New Black” e “House of Cards”, também está deixando de assinar contratos com estúdios de cinema dos EUA, com exceção da Walt Disney, disse Sarandos.

PUBLICIDADE