Publicado em 14/12/2019 às 12h00.

Riachão pode perder casa onde mora há mais de 50 anos, diz colunista

Duas filhas do sambista reivindicam o imóvel onde vive o pai, em processo que corre em segredo de Justiça na 13ª Vara da Família de Salvador

Redação
Foto: Tiago Cruz/bahiaba
Foto: Tiago Cruz/bahiaba

 

Com 98 anos completados em novembro, o compositor Riachão pode perder a casa onde mora há mais de 50 anos, no bairro do Garcia, em Salvador, segundo a colunista Wanda Chase, do site Leia Mais.

De acordo com a publicação, duas filhas do sambista reivindicam o imóvel onde vive o pai, em processo que corre em segredo de Justiça na 13ª Vara da Família, na capital.

Riachão foi casado durante 44 anos com Maria Eulália Seixas Rodrigues, sua primeira mulher, e com ela teve oito filhos.

No entanto, mantinha ao mesmo tempo uma relação afetiva com Dalva Maria Paim Barbosa, ou Dalvinha, como ele a chama. Com ela, teve quatro filhos.

Eulália faleceu há 23 anos e, em 2005, o compositor casou oficialmente com Dalva. Três anos depois, ela e dois filhos do casal morreram em um acidente de trânsito no Rio de Janeiro.

Agora, as outras duas filhas de Riachão e Dalva alegam que a casa era da falecida mãe e que o pai não tem direito sobre o imóvel, porque eles teriam se casado em regime de separação de bens.

PUBLICIDADE