Publicado em 12/08/2022 às 15h20.

Roberto Mendes apresenta Histórias e Canções – Homenagem à história de Jorge Portugal

A apresentação acontece no dia 28 de agosto (domingo), às 18 horas, no Teatro Molière (dentro da Aliança Francesa), na Ladeira da Barra, com histórias, músicas e sucessos da carreira de Roberto Mendes e de Jorge Portugal

Vitor Silva
Foto: Tetê Marques
Foto: Tetê Marques

 

Em um formato único e intimista, Roberto Mendes irá ecoar a sua voz, dedilhar as cordas do seu violão, instrumento de percussão ferida, e trazer no seu canto, músicas que permeiam a força que o Recôncavo tem e exala para a Bahia, o Brasil e o mundo, em uma homenagem ao poeta, letrista, compositor e professor Jorge Portugal. O show acontecerá no dia 28 de agosto (domingo), às 18h, no Teatro Molière (na Aliança Francesa), na Ladeira da Barra. Os ingressos já estão à venda e podem ser adquiridos na plataforma do Sympla, através do whatsapp do realizador e produtor (71 9 9613-9975), ou no Teatro Molière, no dia do show, a partir das 15 horas.

A amizade entre Roberto Mendes e Jorge Portugal começou na adolescência, em Santo Amaro, e logo se transformou numa parceria para toda a vida. Em 1980 fizeram juntos “Cine Subaé” (“sobra que sou da alegria que sobrava”), falando de uma sociedade vicinal, da expectativa criada pela ebulição da alegria, de adolescentes que se encontravam numa matinê, num desejo natural pela cultura. A parceria “Filosofia Pura”, feita em 1983 e lançada no álbum de Maria Bethânia, a pedido do seu pai, Seu Zezinho Veloso, levou os nomes de Roberto e Jorge a um outro nível de compreensão.

Para Roberto Mendes, levar canções de um parceiro como Jorge Portugal é a certeza de cantar com paixão e dedicação: “Neste encontro tudo será marcado pela simbologia e a força de uma amizade, será uma mistura entre as minhas canções e as que Jorge escreveu enquanto estava vivo, e que permitiu muita gente apreciar o que de fato é belo, forte e intenso” conta Roberto, que ressalta também a forma de dedicação ao ensino do Portugal: “Jorge espalhava alegria, arte e também muito saber no seu ofício de ensinar, escrever e aprender todos os dias com a vida, com seus alunos e com toda a sua experiência”.

No repertório, o público poderá conferir as canções “Vida Vã”, “Só se vê na Bahia” , “Baianos Luz” e “Vila do Adeus”, uma canção de despedida.

Músico e pesquisador das tradições seculares do Recôncavo Baiano, Roberto Mendes é representante de um comportamento que se traduz em Canção. É também uma variante das matrizes de sua tribo, de sua gente, responsável por levar esse canto de labor para o Brasil, tornando-se depois uma dessas matrizes. Filho legítimo de Santo Amaro da Purificação, na Bahia, Roberto Mendes é único no que faz, tocando e cantando Chula e Xaréu, o samba antes do samba, além de outros ritmos que navegam horizontalmente sobre seu violão, como um rio sem cais. Com parceiros como Jorge Portugal, Nizaldo Costa, J. Veloso, João Mendes e Capinan, escreveu suas principais obras. Ele se tornou reconhecido internacionalmente, com os pés fincados em Santo Amaro, com a sua gente e suas matrizes.

Jorge Portugal (in memonian) foi um educador que ficou conhecido em todo o país por suas obras dirigidas para os estudos universitários, a exemplo do livro “Redação Assim”, adotado em espaços de cursos voltados para a universidade. Mas não só o conhecimento era o seu destaque. Também sua alegria era contagiante por onde passava, e na sua trajetória, ele foi apresentador do programa “Aprovado”, na TV Bahia, líder absoluto de audiência durante 15 anos. Escritor, poeta e compositor, Jorge Portugal distribuiu conhecimentos significantes, ajuda e afeto aos que procuravam.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.