Publicado em 01/12/2020 às 11h24.

Sem bloco na rua, empresas veem dinheiro ‘voar’ com ressarcimento; veja como pedir

Empresas começaram a anunciar a política de ressarcimento para quem quiser reaver o dinheiro investido na folia que aconteceria em 2021

Bianca Andrade
Foto: Valter Pontes/ SECOM
Foto: Valter Pontes/ SECOM

 

Quando se trata de Carnaval, o ditado do “apressado come cru” passa longe de fazer sentido. Quem gosta da folia faz questão de garantir o seu camarote ou bloco antes mesmo de chegar fevereiro para evitar dor de cabeça no dia da festa.

Porém com o cancelamento da folia momesca em 2021, quem se apressou terá que aguardar até a próxima data ser anunciada para fazer o uso do seu abadá.

A Central do Carnaval, por exemplo, paralisou as vendas de blocos e camarotes em seu site. A empresa, que é conhecida por quem curte a folia, vende os blocos Camaleão, Vumbora, Bloco Eva, Filhos de Gandhi e Nana.

No site, a mensagem para o folião é de que as vendas estão suspensas temporariamente até uma nova data ser anunciada pela Prefeitura. Já no Instagram, o perfil da empresa diz que: “Quem já comprou o Carnaval 2021 está com sua vaga garantida para a nova data a ser definida ou para o Carnaval 2022. Você escolhe!”.

A empresa Quero Abadá anunciou na última segunda-feira (30) a política de ressarcimento para quem adquiriu de forma antecipada os abadás de blocos e camarotes. Os clientes terão a opção de manutenção dos acessos para uma nova data em 2022 sem reajustes, ou podem optar pelo ressarcimento do valor integral que será pago em até 90 dias.

A mesma política foi adotada pela Folia Bahia, com o prazo para fazer a escolha até 11 de fevereiro. Os camarotes VillaMix e Salvador, dois dos espaços com o metro quadrado mais caro do Carnaval de Salvador, também entraram com a política de ressarcimento. O único artista que havia se antecipado no cancelamento foi o cantor Durval Lelys, que anunciou em outubro que o bloco ‘Me Abraça’ não iria desfilar no Carnaval.

“O Bloco Me Abraça informa a seus foliões, que devido a PANDEMIA causada pelo COVID 19, não desfilará nos dias 14 e 15 de fevereiro de 2021 no Carnaval de Salvador. Na esperança de que o retorno à normalidade aconteça o mais rápido possível, bem como que todos estejam bem e com saúde, aguardaremos ansiosos nosso reencontro”.

A festa Carnavalito, que acontece fora do circuito na Arena Fonte Nova, em uma espécie de Carnaval in door, pulou o ano de 2021 e já confirmou sua edição para 2022, porém sem data definida e sem atrações confirmadas também.

A San Folia, que confirmou a realização da Micareta Salvador para outubro de 2021, foi a única que ainda não informou como será feito o reembolso dos blocos vendidos para o Carnaval. A empresa comercializa os blocos Blow Out, O Vale, Largadinho e UAU!

A Prefeitura de Salvador não definiu uma nova data para o Carnaval acontecer em 2021, mesmo com diversas especulações de que ela fosse acontecer em julho, seguida do São João. Segundo ACM Neto, não existe a possibilidade da festa voltar a acontecer sem que exista uma vacina disponível para todos.  “Nem eu, nem Bruno e nem ninguém poderá estabelecer uma data, porque isso depende de uma vacina. Se houver clareza sobre prazos de vacina, os prefeitos eleitos podem discutir o calendário”, afirmou ACM Neto.