Publicado em 27/01/2017 às 08h34.

Veja o filme preferido do músico Tuzé de Abreu

O músico, que garante assistir pelo menos um filme por dia, dá a sua dica especial aos leitores da coluna #QuemIndica

James Martins
Foto: Amana Dultra / Divulgação
Foto: Amana Dultra / Divulgação

 

O músico Tuzé de Abreu sempre esteve ligado ao cinema, de um lado ou do outro lado da tela. O título de sua canção batizou o lendário filme “Meteorango Kid”, de André Luiz Oliveira. A seguir, Tuzé ganhou o prêmio de melhor trilha sonora no festival de Lage, por “A Lenda de Ubirajara”, do mesmo André Luiz. Antes, já tinha feito trilha para “Gamal, o delírio do sexo” (1969), de João Batista de Almeida. E, muito depois, compôs também para “Eu Me Lembro” (2005), de Edgard Navarro.

Cinéfilo profissional, garante que assiste muito mais filmes do que ouve música: “Vejo, pelo menos, um filme por dia”! E qual seria o filme preferido de Tuzé de Abreu? Qual a sua dica de cinema para os leitores da coluna #QuemIndica?

O escolhido é “Os Vivos e os Mortos (The Dead)“, de John Huston.

Adaptação de um conto homônimo do livro “Dublinenses”, de James Joyce, este filme de 1987 foi o último trabalho de Huston, e só veio à luz quando ele já estava morto. A atriz Anjelica Huston, filha do diretor, é a estrela desta obra-prima de delicadeza e precisão. “Toda vez que assisto, me faz chorar”, garante Tuzé.

Anjelica Huston em cena de "Os Vivos e Os Mortos", obra-prima de seu pai.
Anjelica Huston em cena de “Os Vivos e Os Mortos”, obra-prima de seu pai.

 

“Os Vivos e os Mortos” foi indicado a dois Oscar: Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Figurino. Uma ode à vida real, que se passa em um Dia de Reis na Irlanda do início do Século XX.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.