Publicado em 09/12/2015 às 09h04.

Wilson das Neves se apresenta em Salvador nesta quinta

Sambista carioca apresenta show intimista, ao lado do violonista Jorge Helder e com participações especiais de Nelson Rufino, Virginia Rodrigues e Edil Pacheco

Redação

Conhecido pelo seu grande talento como baterista e por ter acompanhado artistas, como Elza Soares, Chico Buarque, Elizeth Cardoso, Elis Regina, entre outros, o músico carioca Wilson das Neves volta a Salvador para mais um show. Desta vez, Wilson se apresenta como cantor e compositor, nesta quinta-feira, às 20h, no Café Teatro Rubi (Sheraton Hotel da Bahia – Bairro do Campo Grande).

O baterista, que tem 79 anos e 61 de carreira, se apresenta em um show intimista, ao lado do violonista Jorge Helder e com participações especiais de Nelson Rufino (com quem compôs Minha Trajetória), Virginia Rodrigues e Edil Pacheco. O músico apresenta um repertório formado por canções dos seus quatro discos solo, que tem parcerias com compositores como Paulo César Pinheiro, Chico Buarque, Arlindo Cruz e Martinho da Vila. Além disso, o sambista faz interpretações de Dona Ivone Lara e sambas da Escola Império Serrano, da qual é baluarte.

A estreia de Wilson Neves como cantor e compositor foi em 1976 com o LP O Som Quente é o das Neves. Desde então, o sambista carioca não parou mais, especialmente no que diz respeito ao gênero musical do qual é filho: o samba. Em 57 anos como baterista já participou de mais de 800 gravações de grandes sambistas brasileiros como João Nogueira, Beth Carvalho, Cartola, Nelson Cavaquinho, Clara Nunes, Martinho da Vila e muitos outros. E a lista não para por aí, além de circular com propriedade pelo samba e pela MPB, o músico participou do registro de discos de cantores internacionais como Michel Legrand, Toots Thielemans, Sarah Vaughan e Sean Lennon.

Versatilidade é uma palavra que não falta no vocabulário e na veia artística do músico. Em 2006 , ele atuou no filme Noel – Poeta da Vila, no papel do motorista e cantor “Papagaio”. Já em 2013, fez uma participação na música “Trepadeira” do CD O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui do Rapper Emicida. Na ocasião, o rapper comentou, em comunicado à imprensa, a importância da homenagem em vida ao sambista “Quando eu pensei na letra, queria realmente pegar todas as músicas dele e fazer um rap com uma linha de pensamento coesa, então fiquei muito feliz com o convite pra fazer parte desse projeto e mais feliz ainda com o resultado”.  Veja o vídeo abaixo:

PUBLICIDADE