Publicado em 25/11/2020 às 14h43. Atualizado em 25/11/2020 às 15h44.

Autoridades baianas lamentam morte do camisa 10 argentino Maradona

'Será sempre lembrado pelas grandes jogadas e pelos títulos que conquistou', destacou Rui Costa

Redação
Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas
Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas

 

Apreciador do futebol, o governador Rui Costa lamentou a morte do ídolo argentino Diego Maradona. “Será sempre lembrado pelas grandes jogadas e pelos títulos que conquistou”, afirmou o gestor, no Instagram.”Meus sentimentos ao povo argentino e aos familiares, amigos e fãs de Diego Maradona”, completou. O eterno camisa 10 argentino morreu nesta quarta-feira (25), após uma parada cardiorrespiratória.

Diego Armando Maradona Franco permaneceu como ídolo maior do futebol argentino mesmo após o início da carreira de Lionel Messi. Foi o líder e principal jogador no título do mundial de 1986, no México. Também se destacou na copa da Itália, em 1990, desequilibrando na partida que eliminou o selecionado brasileiro, nas quartas, e também na semifinal, onde superou os donos da casa. Nos clubes, é o grande nome do Boca Juniors (ARG) e Nápoli (ITA).

 

 

 

 No Twitter, o prefeito de Salvador, ACM Neto, lamentou a morte do ídolo argentino. “Maradona era um gênio da bola e, mesmo com toda rivalidade, os brasileiros apaixonados pelo o esporte sabem reconhecer o talento desse craque que deixa seu nome marcado na história”, afirmou o chefe do executivo municipal.
 

 

Por sua vez, o senador Jaques Wagner (PT) ressaltou a atuação de Diego Maradona fora de campo. “Marcou gerações não só pela genialidade dentro do campo, mas também pela coragem dos seus posicionamentos fora dele ao sempre defender uma América Latina livre e soberana”, escreveu Wagner, no twitter.