Publicado em 22/03/2020 às 15h00.

Ex-Seleção, goleiro Marcos garante assumir salário de 10 desempregados; entenda

Goleiro justificou que, me meio à crise econômica causada pelo coronavírus, busca ajudar "como pode"

Redação
Foto: Edson Lopes Jr/Terra
Foto: Edson Lopes Jr/Terra

 

Ex-Seleção Brasileira, o goleiro Marcos Roberto Silveira Reis, conhecido somente como Marcos, afirmou que vai “assumir o salário mínimo de dez pessoas” que perderam empregos em meio à crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. O ex-atleta, que fez a declação por meio do próprio perfil no Instagram, no sábado (21), disse ainda que a proposta tem validade de seis meses.

“Bora sair de discursinho de internet e ajudar na prática!! Cada um faz o que pode!! Deus nos abençoe”, escreveu na legenta do post, curtido por mais de 100 mil pessoas. Apoiador de Jair Bolsonaro, o goleiro, contudo, acabou bombardeado por mensagens de internautas que o acusaram de ser “oportunista, da mesma laia” do presidente.

Marcos, que foi ídodo no Palmeiras, desativou os comentários e, em nova publicação, disse que já havia escolhido os contemplados. “Nessa próxima semana, entraremos em contato, não vou divulgar os nomes aqui, se o pessoal que foi escolhido quiser divulgar, fica a sua escolha”.

PUBLICIDADE