Publicado em 20/02/2022 às 10h30.

Galo e Fla reeditam rivalidade de 41 anos na Supercopa

Atlético-MG é o campeão do Brasileirão e da Copa do Brasil de 2021; rubro-negro é bicampeão do torneio

Redação
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

 

A Supercopa do Brasil será decidida neste domingo (22) pelo campeão brasileiro e da Copa do Brasil de 2021, o Atlético-MG, e o atual bicampeão da Supercopa, o Flamengo. O duelo traz de volta uma rivalidade de poucas decisões, mas que marcou história na final do Brasileiro de 1980, o primeiro da história ganho pel Fla, e na Libertadores do ano seguinte, também vencida pelo rubro-negro.

Se a arbitragem foi o ponto da polêmica cerca de 40 anos atrás, a sede da partida é a controvérsia desta vez. Por ter vencido os dois torneios que dão vaga a esta partida, o Galo queria o jogo em Belo Horizonte. O regulamento define que caso uma equipe vença as duas competições, a Supercopa será decidida com o vice do Brasileiro, mas não define a sede do jogo. A CBF escolheu Cuiabá (MT), na arena usada na Copa do Mundo de 2014.

Dentro de campo, o duelo opõe dois dos três elencos mais caros do Brasil, segundo o site Transfermarkt, especializado em finanças do futebol. O Flamengo possui o segundo time mais valioso do país, avaliado em R$ 837,7 milhões, seguido pelo Atlético (R$ 623,4 milhões).

O técnico Antonio Mohamed deve escalar o Galo com Everson, Mariano, Godín, Nathan Silva e Guilherme Arana; Jair, Allan e Nacho Fernández; Savarino, Hulk e Keno. Vargas não joga

No Flamengo, o técnico Paulo Sousa tem duas baixas: o zagueiro Rodrigo Caio e o volante Thiago Maia. O rubro-negro deve atuar com Diego Alves; Mauricio Isla, Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís; Willian Arão, Giorgian de Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique, Pedro e Gabigol. Com informações da Agência Brasil.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.