Publicado em 31/05/2021 às 21h00.

Ministro põe em dúvida realização da Copa América no país

'Ainda não tem nada certo', disse Luiz Eduardo Ramos; 'Estamos no meio do processo'

Redação
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

 

Alvo de críticas nos meios político e esportivo, por causa da pandemia de Covid-19, a realização da Copa América no Brasil foi colocada em dúvida por um ministro palaciano. “Ainda não tem nada certo”, afirmou Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, que está no governo Jair Bolsonaro desde o início, em 2019.

“Quero pontuar de uma forma bem clara. Estamos no meio do processo, mas não vamos nos furtar a uma demanda, caso seja possível atender”, disse Ramos.

Segundo o ministro, a realização do torneio atendeu a um pedido da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). Estas entidades é que vão definir as subsedes estaduais e as farão as negociações com os respectivos governos.

“É importante destacar que esse evento, caso se realize, não terá público. No momento, são dez times, com dois grupos, 65 pessoas por cada delegação. Todos vacinados. Foi a imposição que tratamos com a CBF”, completou.
O secretário nacional de Esportes, Marcelo Magalhães, disse que o governo federal apenas fornecerá a parte da estrutura para a entrada das equipes no país.

As informações são da CNN Brasil.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.