Publicado em 22/01/2022 às 12h30.

Pelé é diagnosticado com câncer no intestino, fígado e pulmão

O craque de 81 anos já havia descoberto um tumor no cólon, em setembro do ano passado

Leilane Teixeira
Foto: Rener Pinheiro/CBF
Foto: Rener Pinheiro/CBF

 

Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé, foi diagnosticado com um câncer generalizado já identificado no intestino, fígado e pulmão. O craque de 81 anos já havia descoberto um tumor no cólon, em setembro do ano passado. Na quinta-feira (20), ele recebeu alta do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após novas sessões de quimioterapia.

De acordo com o ESPN, OS médicos constataram ao menos três tumores. O canal de esporte disse ainda que a ida de Pelé ao hospital não foi uma emergência, mas um procedimento para confirmar a localização exata e extensão da doença no corpo – se havia se espalhado mais ou não.

O diagnóstico foi, então, de um tumor no intestino, um no fígado e o início de outro no pulmão. O mais preocupante seria o do fígado, já que não pode ser retirado em procedimento cirúrgico. Pelé recebeu alta, mas segue com acompanhamento e realizando as sessões de quimioterapia para evitar que os tumores se espalhem mais.

No ano passado, ele chegou a ficar um mês internado por causa da cirurgia para a remoção do tumor no cólon.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.