Publicado em 16/02/2020 às 17h30.

Promessas do Surf se destacam durante torneio em Ilhéus

Competição, que agitou fim de semana na Costa do Cacau, teve ainda música e entretenimento

Redação
Foto: Lego Comunicação
Foto: Lego Comunicação

 

O projeto Verão Costa a Costa agitou o final de semana em Ilhéus, na Costa do Cacau. Com o objetivo de interiorizar ações de esporte, lazer e entretenimento, a Secretaria Estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e a Superintendência dos Despostos da Bahia (Sudesb) realizaram a 3ª edição do programa que, dessa vez, realizou o Campeonato Baiano de Surf.

A competição foi disputada por atletas de várias regiões do estado. Entre eles, duas jovens promessas do Surf baiano: os surfistas Pedro Veiga, de 8 anos, e Maria Eduarda Souza, de 11 anos. Apesar da pouca idade Pedro já acumula títulos. Em dezembro de 2019, o pequeno sagrou-se campeão na categoria sub-8, do campeonato Sul-americano de Surf Infantil, disputado na Colômbia, e ficou em quarto lugar na categoria sub-10. Já Maria Eduarda é hoje a segunda colocada no ranking baiano no surf feminino.

A depender do talento apresentado por eles nas ondas de Ilhéus o Surf, que este ano faz sua estreia como esporte olímpico, ainda ouvirá falar muito nesses nomes. Maria Eduarda conquistou o primeiro lugar no feminino e foi vice campeã na categoria sub-12, sendo a única menina na disputa. Já Pedro Veiga, ficou em segundo lugar na sub-10, atrás apenas de Bernardo Bicalho, outra grande promessa baiana, garante Marcelo Barros, presidente da Federação Baiana de Surf (FBSurf).

O projeto contemplará um total de oito municípios do litoral baiano, seguindo agora para Itacaré, onde acontece nos dias 07 e 08 de março. O roteiro inclui, ainda, Maraú, Valença, Lauro de Freitas e Salvador.

O de Costa a Costa, que tem o apoio da Bahiatursa e patrocínio da Coelba por meio do programa FazAtleta, também contou com jogos da 3ª etapa dos campeonatos Baianos de Futevôlei e de Beach Soccer Masculino, 2ª etapa do Baiano de Beach Soccer Feminino e do Campeonato Baiano de Stand Up Paddle (Sup). E, além de acompanhar as competições, o público, que lotou o espaço em que está montado o evento, na praia da Costa do Cacau, no Jardim Atlântico, brincou e se divertiu muito nos equipamentos de esportes radicais e aventura: escalada, full pipe, arvorismo, giromaster e bungee trampolim.

A ação teve ainda apresentações de grupos de dança local, jogos interativos realizados pela equipe da Coelba, patrocinadora do evento e a tenda da economia solidária. O encerramento da edição ficou por conta das bandas Papazoni e Os Barões, que agitaram o público transformando o momento em um pré-carnaval.

Entre os demais apoiadores, estão a Federação do Esporte Amador da Bahia (Unisport), Federação Baiana de Esportes Radicais e de Aventura (Febera) e Instituto Brasileiro de Desenvolvimento do Esporte (IBDE) e as prefeituras dos municípios participantes (Alcobaça, Porto Seguro, Ilhéus, Itacaré, Maraú, Valença, Lauro de Freitas e Salvador). O projeto conta ainda com a parceria da Federação das Associações de Futevôlei (Futevôlei Bahia), Federação Baiana de Beach Soccer, Associação Baiana de Stand up Paddle (Abasup) e Federação Baiana de Surf (FBSurf).

PUBLICIDADE