Publicado em 08/04/2016 às 17h20.

Caso VR3: ‘Ser sócio do time não atrapalha’, diz presidente do TJD

Há dez meses, o do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia, Pedro Paulo Casali, se tornou sócio-torcedor do Vitória

Redação
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

 

Depois de ter arquivado mais uma vez o processo de suposta irregularidade do zagueiro Victor Ramos, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA), Pedro Paulo Casali, teve fotos vestindo a camisa do Vitória viralizadas nas redes sociais. Há dez meses, ele se tornou sócio-torcedor do Leão, segundo a lista de sócios publicada pelo próprio Vitória no dia 31 de março deste ano.

Segundo o presidente, nada disso demonstra parcialidade. “O julgamento todo, além dos despachos, foram feitos de imediato. Não houve nenhum tipo de morosidade da procuradoria, tampouco da presidência do tribunal. Tem que ser observado no mérito. Eu me associei pra poder acompanhar os jogos do Vitória dentro nas cadeiras”, esclareceu.

O Código Brasileiro de Justiça Desportiva não proíbe a associação.

PUBLICIDADE