Publicado em 11/02/2016 às 17h20.

Escândalo da Petrobras é o segundo maior caso de corrupção do mundo

Pesquisa aponta que o esquema de pagamento de propina envolvendo dirigentes da estatal, políticos e partidos, perdeu apenas para o caso do ex-presidente da Ucrânia

Redação
Esquema de desvio de recursos da Petrobras é eleito segundo maior caso de corrupção do mundo, conforme pesquisa da Ong Transparência Internacional (Foto: Divulgação)
Esquema de desvio de recursos da Petrobras é eleito segundo maior caso de corrupção do mundo, conforme pesquisa da Ong Transparência Internacional (Foto: Divulgação)

 

Pesquisa da Ong Transparência Internacional indicou o esquema de desvio de recursos para pagamento de propinas instalado na Petrobras entre 2004 e 2014 como o segundo maior caso de corrupção do mundo, com 11.900 votos, ficando atrás apenas do caso envolvendo Viktor Yanukovych, ex-presidente da Ucrânia, entre 2010 e 2014, que recebeu 13.210 votos.

A Ong promoveu uma votação internacional pela internet indicando 400 casos importantes da corrupção registrados no mundo. O escândalo envolvendo diretores da petrolífera brasileira, políticos e partidos recebeu 11.900 votos, se posicionando em segundo lugar entre todos os episódios citados.

O esquema na Petrobras, desmontado na Operação Lava Jato, supera, na avaliação dos entrevistados, outros capítulos marcantes de fraudes, como o caso Fifa (1.844 votos) e o do ex-presidente panamenho Ricardo Martinelli (10.166 votos), acusado pelo desvio de US$ 100 milhões, que alcançou a terceira colocação na enquete da Transparência Internacional, sediada em Berlin, que lançou a campanha “Desmascare os corruptos”, declarando apoio à campanha brasileira “10 Medidas contra a Corrupção”, do Ministério Público Federal, que já conquistou 1,3 milhão de assinaturas.