Publicado em 30/11/2019 às 19h00.

Presidente eleito no Uruguai critica ditadores e pede fortalecimento do Mercosul

Em ato de comemoração de sua vitória, Luis Lacalle Pou diz que terá a melhor relação possível com Jair Bolsonaro, Alberto Fernández e Mario Abdo Benítez e defende que boa relação entre os países é essencial para fortalecimento da região

Redação
Foto:Nicolás Celaya/Xinhua
Foto:Nicolás Celaya/Xinhua

 

Presidente eleito no Uruguai, Luis Lacalle Pou criticou neste sábado (30) ditadores da América Latina e fez um chamado ao fortalecimento das relações entre presidentes do Mercosul.

“Teremos no Mercosul a melhor das relações com o presidente argentino, com o presidente brasileiro e com o presidente paraguaio para levantar a região”, prometeu, durante um ato de comemoração da sua vitória na eleição presidencial frente à governista Frente Ampla, de esquerda.

Ex-senador do Partido Nacional, de centro-direita, ele venceu com 48,8% dos votos o rival Daniel Martínez, que obteve 47,3%, após a conclusão, neste sábado, da apuração secundária habitual pelo Tribunal Eleitoral, que foi determinante, devido à diferença apertada de cerca de 35 mil votos entre os dois candidatos à presidência.

Na comemoração de sua vitória, ele também enviou uma mensagem para outros governos latinos. “Precisamos de uma região forte, com bons governos, que tenham um bom relacionamento”, afirmou.

E completou: “Está claro que, nas relações exteriores, não nos envergonharemos. Está claro o que faremos: vamos chamar os ditadores de ditadores”. Lacalle Pou assumirá em 1º de março um mandato de cinco anos. Com informações do Estadão.

PUBLICIDADE