Publicado em 10/08/2020 às 14h20.

Primeiro-ministro libanês renuncia em consequência da explosão em porto

Protestos após tragédia que matou pelo menos 220 pessoas levaram a saídas no gabinete de Hassan Diab

Redação
Foto: Reprodução/Globo News
Foto: Reprodução/Globo News

 

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, renunciou nesta segunda-feira (10), em consequência da explosão na região portuária da capital Beirute no último dia 4. Segundo o G1, momentos antes de anunciar a própria saída, Diab afirmou que a tragédia que já matou pelo menos 220 pessoas foi resultado de corrupção endêmica.

No pronunciamento, o político libanês afirmou que a renúncia foi “um passo para trás para poder estar com o povo e lutar por mudanças junto com as pessoas.”

Desde o final de semana, moradores de Beirute realizam uma série de protestos, levando ministros do gabinete de Diab a pedir demissão.As forças do estado respondiam ao protesto com gás lacrimogêneo. Inicialmente, no sábado, Diab afirmou que solicitaria eleições parlamentares antecipadas.